Site menu Música militar brasileira

Música militar brasileira

O Brasil é o país das idiossincrasias. Estava escrevendo algumas neste parágrafo para exemplificar, mas acabei apagando; qualquer um de nós poderia citar centenas delas.

Pode ser mais difícil lembrar de idiossincrasias positivas. Porém ocorreu-me uma hoje mesmo. Vocês conhecem aquele ditado de Groucho Marx? "A justiça militar está para a justiça assim como a música militar está para a música." Pois no Brasil esse ditado não vale, pelo menos no que se refere à música militar.

Tenho ouvido algumas delas no YouTube, percebo que são músicas muito mais elaboradas, complexas e bonitas do que se poderia esperar de música militar. (No final deste texto há uma lista de algumas que julgo as melhores.)

Naturalmente, ainda é música militar; dá pra sentir que inspira à ação. Os instrumentos musicais empregados, metais e percussão, têm por si mesmos essa força. Mas o compositor brasileiro vai muito além do trivial do gênero; aparentemente há nichos de bons musicistas incrustados no exército e nas polícias militares país afora.

O "dobrado", tipo a que pertence a maioria dessas marchinhas militares que a gente ouve em ocasiões festivas, é um gênero genuinamente brasileiro. Como eu não entendo muito de música, vai um link de blog que explica bem as origens e desenvolvimento do dobrado.

Pensando bem, até o nosso Hino Nacional é uma música bonita e complexa. Numa comparação direta, o hino dos Estados Unidos é ridículo; a parte melhorzinha resume-se aos primeiros cinco compassos. Dentre os demais hinos nacionais, o único que passa por música de verdade é o alemão — o que não é uma completa surpresa, já que foi composto por Joseph Haydn.

Os títulos dos dobrados não são muito criativos. Ou se referem a obscuros oficiais ("Tenente Degobbi") e dignatários ("Batista de Melo"), ou são slogans ufanistas ("Avante Camadaradas"), às vezes são simples números ("182"). Há muitos dobrados e marchas no YouTube. Se você gostou da melodia de um deles, mas a qualidade está meio ruim, tente procurar por outros 'vídeos' com o mesmo nome; geralmente há muitas versões e pelo menos uma delas estará melhorzinha.

Provavelmente são militares ou ex-militares que estão fazendo esta postagem de músicas, muito no estilo do argentino Horacio Asborno e seus tangos de pianola, possibilitando que todos nós conheçamos estas manifestações culturais de nicho. Assim temos para onde fugir quando queremos dar um tempo na fase anal que domina a mídia e a música.

Sempre é curioso como "o cachimbo entorta a boca", no tocante à profissão de cada um. Ao comentário elogioso que fiz num dos videos, o 'dono' do vídeo respondeu qualquer coisa como "meter valores na cabeça dos jovens". Mesmo com a falta de jeito na resposta, é fato que ele está ajudando a preservar algo de valor.