Site menu Bluetooth HDP: Health Device Profile
e-mail icon
Site menu

Bluetooth HDP: Health Device Profile

e-mail icon

O perfil HDP (Health Device Profile) é, como o nome diz, voltado para dispositivos médicos e de fitness.

Nesta lista entram coisas como medidores de pressão, oxímetros, podômetros (mais conhecidos como "pedômetros"), balanças com ou sem medidor elétrico de massa gorda corporal. Enfim, brinquedos relacionados à área da saúde.

O perfil é novo, os dispositivos são raros e caros. Mas a tendência é que se popularizem.

Detalhes sórdidos

No frigir dos ovos, o perfil HDP define apenas o formato do registro SDP do serviço. Então, implementar HDP é, a rigor, nada mais que implementar a publicação e parsing desse tipo de ficha SDP.

Mas o HDP apresenta algumas 'surpresas desagradáveis' para quem for implementá-lo. Primeiro, ele usa MCAP como protocolo de transporte/sessão — que, por ser novo, provavelmente não está implementado no seu sistema operacional. Segundo, o protocolo de aplicação é o IEEE 11073, que é bastante complicado (mas continue lendo, estamos trabalhando numa implementação livre).

Para completar a lista, o HDP exige que as conexões L2CAP sejam em modo ERTM ou Streaming, ambos relativamente novos. Por exemplo, no Linux o ERTM entrou apenas no kernel 2.6.36. Nos demais sistemas, provavelmente não há suporte algum.

Parece que quem elaborou a especificação do HDP quis usar todos os vistosos recursos novos do Bluetooth :)

No artigo sobre MCAP mencionamos que uma conexão MCAP pode comportar diversos canais de dados, mas não é obrigatório usar todos os canais disponíveis. O HDP usa esse recurso, separando cada tipo de dado num canal diferente, e apenas os canais que interessam são realmente estabelecidos.

O HDP força cada canal de dados a ter um papel (role) bem definido: ou como fonte (source) ou como dreno (sink). Por exemplo, um medidor de pressão provavelmente só vai oferecer uma fonte. Uma balança com medidor de massa gorda poderia oferecer duas fontes.

Um computador ou celular pode ser um dreno. Um concentrador poderia ter canais de fonte e dreno ao mesmo tempo: drenos para obter dados de diversos sensores, e uma fonte para repassar tudo a um computador mais poderoso.

Tanto fontes quanto drenos são rotulados por tipos: oxímetro, balança, pressão, etc. Assim, o tipo da fonte tem de bater com o dreno, para que os dois lados "se entendam". Todos esses detalhes são publicados via SDP.

E quem toma a iniciativa da conexão? Normalmente, a fonte tem a iniciativa de conectar-se ao dreno com quem ela foi pareada, não sem antes obter o registro SDP para descobrir número da "porta" (PSM) L2CAP. Alguns dispositivos-fontes nem aceitam que o dreno tome a iniciativa.

Como o MCAP tem alguma proteção embutida contra conexões "cruzadas" entre um par de dispositivos, a questão da iniciativa não é um problema tão grande quanto parece a princípio.

e-mail icon