Site menu Polaridade do novo padrão de tomadas
e-mail icon
Site menu

Polaridade do novo padrão de tomadas

e-mail icon

A muié avisou que o plug do forno estava esquentando quando em uso. Provavelmente o material é de má qualidade ou está oxidando, então é hora de trocar o plug e/ou a tomada.

O caso é que essa tomada da lavanderia estava no padrão americano (tipo B), sabe Deus por que o pedreiro instalou essa tomada ali. Aposto que estava sobrando, e como foi a primeira peça da casa a ficar pronta, "bota essa mesmo". O resultado é que as tomadas da máquina de lavar e do forno tiveram de seguir o "padrão".

Aí está a tomada, já desinstalada e com as polaridades anotadas, sobre o que vou falar depois.

Figura 1: Tomada tipo americana e polaridades

Aí fui na loja, e adivinhem só, não se vende mais tomadas tipo B. Só há tomadas no novo padrão brasileiro. Inicialmente fiquei chateado, mas raciocinei que seria mesmo uma boa ideia instalar uma tomada no padrão novo, para 20 amperes, pois o forno gasta bastante e o tipo B não é realmente adequado para correntes muito altas.

Antes de haver o novo padrão, o costume era usar tomadas tipo "australiano" ou "argentino" (eu as chamo de "tristinhas") para cargas de alta corrente, como ar-condicionado:

Figura 2: Tomada tipo argentina/australiana

As tomadas "tristinhas" são polarizadas e aguentam alta corrente, mas são totalmente incompatíveis com os demais tipos.

O novo padrão brasileiro tem dois tipos de tomada: buracos de 4mm, para até 10 amperes, e 4,8mm para correntes de até 20A. De forma que um aparelho de 10A pode ser ligado numa tomada de 20A, mas não o contrário.

Esta foi a única coisa que eu realmente gostei do novo padrão: acaba com as tomadas "tristinhas" para aparelhos de alta corrente, e as tomadas de alta corrente ainda podem ser eventualmente usadas por aparelhos normais.

Na hora de instalar, bateu a dúvida: de que lado ficam fase e neutro? No tipo A, olhando a tomada de frente, com o terra na parte de baixo, a fase fica à direita. O adaptador que comprei esses dias (e mostrei no blog) sugeria que a fase ficava na mesma posição relativa para a nova tomada (a não ser que ele reoriente os condutores internamente, o que eu duvido).

Mas na verdade fica na posição contrária. Meu adaptador está fora do padrão. Veja que o plug tem uma marcação "N" num dos pinos:

Figura 3: Plug de tomada Inmetro

Projetando isto para a tomada na parede, e considerando a mesma orientação que a foto da tomada tipo A (terra para baixo), o neutro é que fica no pino direito:

Figura 4: Tomada Inmetro

Procurando um pouco no Google, confirmei que esta é realmente a orientação correta.

Embora normalmente a inversão entre fase e neutro não cause problemas, é bom ficar de olho se for ligar algum aparelho com adaptador. Se o adaptador posicionar o fase no lado errado e o aparelho (ou até o plug) conectar neutro com terra, ou neutro na carcaça, o resultado será na melhor das hipóteses um curto-circuito.

Dificilmente algum aparelho exige neutro no pino certo hoje em dia, porque a) todo mundo sabe que há uma grande porcentagem de tomadas por aí com instalação errada; b) muitas instalações em áreas 110V usam duas fases para "criar" 220V, caso em que não há neutro, e a orientação não faz diferença. Assim, ninguém precisa perder o sono por isso.

UPDATE: Confirmei que meu adaptador está errado mesmo. Mal o novo padrão apareceu e já tem fabricante fazendo bobagem... Mas vejo que o adaptador da SMS posiciona corretamente fase e neutro.

Figura 5: Adaptador para tomada Inmetro

Note que num lado (do tipo B) o terra está abaixo dos pinos principais, e no outro lado (tipo Inmetro) está acima deles. Observe isso quando for comprar um adaptador.

e-mail icon