Site menu Que venha a TV da Apple
e-mail icon
Site menu

Que venha a TV da Apple

e-mail icon

2012.12.22

Este artigo expressa a opinião do autor na época da sua redação. Não há qualquer garantia de exatidão, ineditismo ou atualidade nos conteúdos. É proibida a cópia na íntegra. A citação de trechos é permitida mediante referência ao autor e este sítio de origem.

Finalmente a enorme TV que a muié comprou no Black Friday foi entregue. É uma Samsung da série "Smart TV". Como não sou muito de ver TV, meu entretenimento é a análise técnica.

Vamos começar pelas qualidades. Em termos de hardware, é realmente uma TV muito boa. Excelente imagem (certamente a melhor que já vi de perto). Branco é branco, preto é preto. Passa nos testes "pixel-perfect" ao ser conectada num computador. A imagem é bem melhor que do meu monitor; não fosse o custo, faria uma excelente tela para trabalhar :)

Esteticamente bonita e bem fininha. Bom número de conexões tanto de entrada quanto de saída, inclusive de áudio digital (embora toda TV moderna deva ter isto, estou cronicamente por fora das novidades nesta área.)

A TV vem com alguns recursos de "melhoria de imagem" habilitados, o que faz sentido porque as fontes de vídeo pior que HD (DVD, TV analógica, TV a cabo com qualidade SD) ainda são muito abundantes. Pessoalmente, não tenho nenhuma fonte de vídeo HD aqui fora o computador. No geral a suavização de artefatos digitais é bem-vinda, principalmente ao assistir DVD ou arquivo de filme.

Um recurso em particular — suavização de movimento — é bem-intencionado mas na prática acaba incomodando mais que ajudando. Basicamente ele pega cenas com movimento contínuo/suave e interpola. Isto deixa o movimento "liso", como se fosse real. Com o recurso desligado, praticamente se vê cada quadro de imagem, em particular do DVD.

O lado B é que às vezes essa interpolação dá uns "pulinhos", principalmente quando o movimento contínuo é seguido de uma descontinuidade, ou a velocidade do movimento muda. Para mim incomoda bastante, o detalhe curioso é que minha esposa não vê o "efeito". Provavelmente a maioria dos usuários aprecie mesmo o recurso.

A parte realmente ruim da TV é o software, o tal do "Smart TV". O anúncio prometia muita coisa: WiFi embutido, aplicativos instaláveis, Skype, YouTube, browser, jogos, fitness, etc.

De fato o WiFi embutido acessa a rede. O browser é meio fraco, mas funciona. A TV não tem Bluetooth mas aceita mouse e teclado via USB. O anúncio dava a entender que a TV tinha câmera embutida (possibilitando chamadas de vídeo no Skype) mas não tem. Não testei o DLNA por não ter um servidor DLNA, e o recurso de DVR depende de conectar um disco rígido via USB (segundo o manual, pendrive não serve. Estranho.) Um dia eu me armo de paciência e faço um teste.

O Smart TV em si é que eu achei fraco. É lento; procura por atualização cada vez que abre um aplicativo; foi puxar e instalar aplicativos como Skype assim que acionei a TV (quando em minha opinião deveria vir tudo instalado de fábrica). O Skype funcionou mas, ao tentar adicionar um contato (echo123, para fazer teste de chamada) ficou "travado" no último passo, só sai dali desligando a TV.

O painel do Smart TV pergunta sobre atualização quase toda vez que se entra nele, e parece se atrapalhar quando está atualizando um aplicativo e o usuário acessa outro. Também fiz ele "travar" umas 2 ou 3 vezes, só saiu desligando a TV. Por sorte é um sistema aparentemente independente do resto da TV, do contrário só sairia puxando da tomada.

O tal aplicativo de Fitness parece ser apenas um monte de vídeos, que puxa da Internet na hora que você vai assistir. Minha Internet não é aquela velocidade toda, mas pareceu-me que as fontes de onde a TV puxa programas e videos é particularmente lenta. Há uma "app store" de aplicativos mas nas duas vezes que tentei acessar, minha paciência esgotou antes de aparecer qualquer lista de apps disponíveis.

Em resumo, este conjunto de pequenos defeitos inutiliza o Smart TV, e torna supérfluo o próprio WiFi embutido (pelo menos para quem não usa DLNA). A intenção é boa, há até SDK para Smart TV disponível, mas fica na intenção.

Eu realmente esperava que este Smart TV obsoletaria a típica nerdisse de usar computador como media center. Essa TV, como eu disse antes, faria um excelente casal com um computador; mas não o dispensaria.

Só não entendo por que vendem um produto com tantos problemas! Talvez um update de firwmare resolva alguns, mas não é algo que se espera seja necessário numa TV...

É mais um mercado aparentemente saturado que a Apple dominaria facilmente. Fazendo a manobra óbvia, infantil até, de vender produtos que funcionam assim que são tirados da caixa. Assim foi com MP3 players e celulares. E vai ficando cada vez mais fácil para a Apple, porque agora ela tem um ecossistema pra lá de saudável como argumento adicional.

E pode inclusive cobrar preços estúpidos porque a estupidez é o motor do mercado de massa, e em particular deste segmento. Quem precisa de uma TV de 55" pra ver o Ratinho, ou instalar home theater de 2000W num apartamento?

Os fabricantes estão bobeando feio. Para mim, como desenvolvedor, está muito claro que nenhuma plataforma dessas "minoritárias", mantidas por um único fabricante, tem qualidade suficiente hoje em dia. Teria sido muitíssimo melhor se o "Smart TV" fosse baseado em Android — que tem sua cota de problemas mas, no geral, funciona, e com um ecossistema também saudável.

e-mail icon