Site menu Sabonete líquido caseiro
Site menu

Sabonete líquido caseiro

2016.09.20

Este artigo expressa a opinião do autor na época da sua redação. Não há qualquer garantia de exatidão, ineditismo ou atualidade nos conteúdos. É proibida a cópia na íntegra. A citação de trechos é permitida mediante referência ao autor e este sítio de origem.

Usar sabonete em barra no lavabo não é prático, porém os sabonetes líquidos que se encontram por aí são ruins e caros. Deixam a pele seca e têm aquele cheiro de banheiro de rodoviária. Os melhorzinhos são realmente caros. Um pote de 250ml de sabonete líquido Dove para mãos custa 15 reais!

Além disso, na minha opinião, são todos excessivamente líquidos. (Existe um tipo cremoso/espumante que se encontra em banheiros de shopping e lugares de grande movimento, mas não se prestam muito para uso doméstico, tem de usar aqueles dispensadores pregados na parede.) A última coisa que você quer é que sabonete espirre longe quando pressiona a bombinha do dispensador.

A solução é dar uma de pão-duro e fazer sabonete líquido a partir do sabonete em barra. Vi inúmeras receitas por aí, testei algumas delas. Cada receita tem um detalhe que se aproveita, mas a maioria peca por usar água demais. Tem uma que usa 1,5L de água para um sabonete Lux - certamente o resultado limpa as mãos, mas é líquido demais.

Dos sabonetes em barra, de longe o melhor é o Dove, que já foi caro um dia, mas hoje custa 2 pilas. E o sabonete líquido caseiro que dá certo também é feito de Dove. Fica bem cremoso, lava bem, não agride a pele, pessoalmente acho a qualidade até melhor que o Dove líquido "pronto" que custa 36 vezes mais pelo mesmo volume.

Meu método:

  1. Fragmente uma ou mais barras de sabonete Dove. Pode-se usar um canivete e ir tirando lascas finas, ou um ralador. Meu lote padrão é quatro barras num recipiente plástico com tampa de 2L que sempre uso para isto.
  2. Adicione água. Pouca água - comece com 125mL por sabonete. Se quiser caprichar, misture levemente e devagar.
  3. Deixe a mistura descansar por um ou dois dias. Não chacoalhe em hipótese nenhuma, pois forma espuma e é difícil eliminá-la (acho que algum ingrediente migra para a espuma e permanece separado).
  4. Misture manualmente, para não levantar espuma. Adicione um pouco mais de água se achar que ficou grosso demais. Sempre pouquíssima água, porque a consistência muda muito rápido.
  5. O ideal seria deixar a mistura descansar novamente e repetir o ciclo, mas nessa altura minha paciência já acabou e aqueço um pouco no microondas, até ficar morno. Isto ajuda a completar a dissolução. (Algumas receitas ensinam aquecer a mistura até ferver, mas talvez desnature o produto.)
  6. Espere esfriar e teste a consistência no dispensador que você possui. Mesmo parecendo grosso demais, o sabonete líquido flui bem quando pressionado (líquido não-newtoniano?). Adicione água (sempre pouca) se achar que ainda está grosso.

Para mim a consistência ideal é onde o sabonete está pastoso, mas não duro como um chantilly. Ele "corre" um pouquinho, só o suficiente para o dispensador funcionar.