Site menu Resenha: Mundo Invertido de Christopher Priest
e-mail icon
Site menu

Resenha: Mundo Invertido de Christopher Priest

e-mail icon

2012.07.29

Este artigo expressa a opinião do autor na época da sua redação. Não há qualquer garantia de exatidão, ineditismo ou atualidade nos conteúdos. É proibida a cópia na íntegra. A citação de trechos é permitida mediante referência ao autor e este sítio de origem.

"Eu tinha atingido a idade de seiscentas e cinqüenta milhas."

Com esta frase enigmática começa o excelente romance de ficção científica Inverted World, do escritor inglês Christopher Priest. Embora seja consagrado em sua profissão, a maioria das pessoas provavelmente conhece o autor apenas indiretamente, pelo filme The Prestige (O Grande Truque) de 2006, que é uma adaptação do livro homônimo.

O livro é uma narrativa da vida de Helward Mann, ora em primeira pessoa, ora em terceira pessoa. Começa no dia em que ele completa "650 milhas" de idade, quando sai da creche direto para um ritual secreto de passagem que marca o início de sua vida adulta. E como se isto fosse pouco, vem a seguir um casamento arranjado.

Mann vive numa cidade chamada Terra. A cidade é móvel, desloca-se sobre trilhos que são construídos à sua frente e desmontados atrás conforme a cidade avança.

Direto da contra-capa do livro:

"Rios e montanhas apresentam obstáculos quase intransponíveis para os engenheiros da cidade. Mas se a cidade não mover-se, ficará para trás do "ótimo" e cairá no campo gravitacional esmagador que transformou a vida do planeta. A única alternativa ao progresso é o perecimento.

A organização secreta que governa a cidade cuida que nenhum dos seus habitantes saiba disto. Criados em comum nas creches, alimentados com comida sintética, impedidos acima de tudo de sair do espaço fechado da cidade, são cuidadosamente isolados das terríveis condições que definem sua existência.

Ainda assim, a cidade está em crise. As pessoas estão ficando revoltadas, a população está minguando, e os governantes sabem que, apesar de todos seus esforços, a cidade está lenta mas inexoravelmente ficando para trás do ótimo.

A contra-capa e a primeira frase já dizem bastante: se a cidade é definida pela necessidade da mobilidade, nada mais natural para seus habitantes usarem a mesma unidade para tempo e distância. No romance, uma milha é equivalente a dez dias. Este é o passo em que a cidade Terra se move — ou, como o leitor logo descobre, o passo em que deveria mover-se.

Apesar de ser um romance "hard SF", ele também cativa pelo modelo de sociedade fechada criado pelo autor. As guildas, com rituais secretos, no estilo maçonaria. Os casamentos arranjados e a profunda discriminação de papéis masculinos e femininos, derivada da escassez crônica de fêmeas, motivo do declínio de natalidade. Todo um estilo peculiar de ensino, onde o aprendiz-de-guilda é sempre "jogado no fogo", com ênfase no aprender-fazendo, sem nenhuma instrução ou aviso, mesmo que isto custe enormes riscos pessoais ao aprendiz.

Como eu disse antes, não há tradução do romance para português, mas eu acho que vale a pena manusear um pouco o dicionário e lê-lo no original.

Comprei este livro meio que por acidente. Depois de ter ficado fascinado com o filme The Prestige, adquiri o livro homônimo, mas a Amazon cobra uma taxa meio alta de S&H, de modo que botei mais alguns livros na cesta para "compensar". Um deles foi este outro livro de Priest, tinha lido bons comentários a respeito dele, e esse negócio de uma cidade sobre trilhos me impressionou bem...

Foi o caso do rabo que abanou o cachorro; gostei muito mais do Mundo Invertido que do The Prestige. O próprio Priest reconheceu que a adaptação para filme ficou melhor que a original. Também o filme foi uma covardia, olha só o elenco: Hugh Jackman ("Wolverine"), Christian Bale ("Batman"), o cantor David Bowie como Nikoka Tesla, Michael Cane, e Scarlett Johansson :)

E é isso aí. Boa leitura. Se algum amigo próximo estiver lendo isto e quiser tomar o livro emprestado, posso mandar meu exemplar. (Mas quero ele de volta, vou logo avisando!)

e-mail icon